Subterrâneos do Futebol

1965 / 32 minutos / PB / 35 mm
dirigido por: Maurice Capovila

festivais & prêmios

– Festival de filmes esportivos – Itália 1966;
–  Projeções dos filmes da série: “A condição brasileira” – XXIV Reunião anual da SBPC-Sociedade brasileira para o progresso da ciência. São Paulo, 02 a 08 de julho de 1972;
– Membro da delegação oficial convidada para o Festival de Cinema de Leipzig – Alemanha 1966;
Menção Honrosa – Governador do Estado – São Paulo 1965;
Voto de Júbilo e Congratulações recebidos na Câmara Municipal de São Paulo (requerimento nº 621/65) em sessão de 18 de outubro de 1965, pela realização de Viramundo e Subterrâneos do Futebol, documentários cinematográficos, como “Valiosas ajudas ao estuda da psicologia do povo paulistano”) proposta dos Vereadores Odon Pereira e Manoel Figueiredo Ferraz).

Telecine

  • tamanho original do arquivo: 11.61 GB
  • bit rate: 51.53 Mbps
  • imagem: Apple ProRes 422 HQ, 720 × 486, 23.976 fps, 49.23 Mbps
  • som: 24-bit Integer stereo, 48 kHz, 2.30 Mbps

Equipe

  • direção: Maurice Capovilla;
    produtor: Thomaz Farkas;
    fotografia: Thomaz Farkas e Armando Barreto;
    montagem: Luiz Elias;
    produtor executivo: Edgardo Pallero;
    chefe de produção: Vladimir Herzog;
    colaboradores: Clarice Herzog,
    Francisco Ramalho, João Batista Andrade,
    José Americo Viana e Canal 100;
    assessores esportivos: Celso Brandão e Onofre Gimenez;
    texto: Celso Brandão;
    narração: Anthero de Oliveira;
    seleção musical: Walter Lourenção;
    assessor de montagem: Roberto Santos;
    laboratórios: Rex – Som Rivaton

Sinopse

  • As práticas do futebol no Brasil e as questões que cercam o esporte. A imprensa, o jogador como mercadoria, a paixão popular, a prática nos campos de várzea. Os depoimentos de Luiz Carlos de Freitas, uma jovem promessa do Palmeiras, e do técnico Feola, além de uma entrevista com Pelé.

Info

  • Os filmes Memórias do Cangaço, Subterrâneos do Futebol, Nossa Escola de Samba e Viramundo, originalmente filmados em 16mm, foram ampliados para o formato 35mm e exibidos como um longa-metragem intitulado Brasil Verdade,  distribuído em 1966.